Novas Alíquotas Para Recolhimento Ao INSS

Começaram a vigorar em 1º de março as novas alíquotas aprovadas na reforma da Previdência. Os novos porcentuais já vão incidir sobre o salário de março.

As novas alíquotas valerão para contribuintes empregados, inclusive domésticos, e trabalhadores avulsos, mas não atingem os autônomos (contribuintes individuais), tais como prestadores de serviços a empresas e segurados facultativos.

As alíquotas progressivas incidirão sobre cada faixa de remuneração, de forma semelhante ao cálculo do Imposto de Renda. Assim, é preciso fazer um cálculo para saber qual será a alíquota efetiva. Quem recebe um salário mínimo por mês, por exemplo, terá alíquota de 7,5%. Quem ganha o teto estabelecido pelo INSS (hoje R$ 6.101,06) pagará 11,69% – que equivale à soma das diferentes alíquotas incidentes sobre cada faixa da remuneração.

O governo disponibiliza na internet uma calculadora da alíquota efetiva, que mostra quanto era descontado do salário antes da reforma e quanto será deduzido com a entrada em vigor das novas regras.