INSS lança projeto-piloto de prova de vida por biometria facial

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deu início a projeto-piloto da prova de vida por biometria facial a partir de 20 de agosto. Na primeira etapa, participarão cerca de 500 mil beneficiários de todo o país. Os primeiros contatos com os segurados começam a ser realizados nos próximos dias pelo INSS por meio de mensagens enviadas por SMS, Central 135 e e-mail. Esses segurados, em sua maioria, já deveriam ter realizado o procedimento da prova de vida, portanto, é importante que realizem o procedimento, se forem contatados pelo INSS.

Mas muita atenção: não fale sua senha do cartão de recebimento da aposentadoria para ninguém! A prova de vida não exige que o segurado diga senha alguma! Se isso acontecer, desligue o telefone, ignore o SMS ou o e-mail e ligue para o 135 na hora. Quem não for contatado, manterá a prova de vida em sua agência bancária, quando for retomada a medida, suspensa pela pandemia.


Para realizar a biometria facial, o INSS usará a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral. Serão selecionados, portanto, segurados que tenham carteira de motorista e título de eleitor. Vale salientar que esse é um projeto-piloto de prova de vida por biometria. Portanto, nesta etapa, o INSS, em parceria com a Secretaria de Governo Digital (SGD) e a Dataprev, farão os ajustes necessários para que o procedimento digital possa ser implementado com segurança, posteriormente, para todos os beneficiários. É importante destacar que o beneficiário que participar do piloto e realizar a prova de vida por biometria terá o procedimento efetivado, ou seja, não é um teste. A fé de vida valerá e o segurado não precisará se deslocar até uma agência bancária para o processo. A prova de vida é obrigatória para os segurados do INSS que recebem seu benefício por meio de conta-corrente, conta poupança ou cartão magnético. Anualmente, devem comprovar que estão vivos, como forma de dar mais segurança ao próprio cidadão e ao Estado, evitando fraudes e pagamentos indevidos de benefícios. Como será? A prova de vida digital será feita por reconhecimento facial, pela câmera do celular do cidadão, por meio do aplicativo do Meu INSS e do aplicativo do Governo Digital (MeuInss.gov.br) que vai indicar se, de fato, trata-se da pessoa cujo CPF foi informado no cadastramento do INSS. Como se trata de um piloto, o ícone para a prova de vida digital estará disponível no aplicativo do Meu INSS apenas para os beneficiários selecionados e não para todos. Dessa forma, quem receber contato do INSS para participar do projeto terá acesso exclusivo ao serviço. O remetente que enviará o SMS ao segurado será identificado como 280-41. Por isso é importante ficar atento. Qualquer mensagem sobre prova de vida que não tenha esse número deve ser desconsiderada, pois não foi enviada pelo INSS. Caso o segurado notificado tenha alguma dúvida, ele poderá ligar no 135.